Ilusões

DSCF1097Quando me chamavas amor, não sei se chamavas?…Também eu, quando dizia com doçura que te amava, não sei porque o dizia.

Não raramente é ilusão o que nos faz sentir assim.

O amor pode ser mais do que dizemos, pensamos ou julgamos sentir.

O nosso, não passava disso mesmo, ilusão.

O jardim em que supúnhamos viver, nunca teve flores, o sol que nos aquecia não era sol.

A luz que nos envolvia, não era luz, mas sim o reflexo da ilusão em que nos deixamos enredar.

Quando me chamavas amor, não sei se chamavas…

Também eu dizia que te amava… Agora sei que não eras o meu amor

Não renego o meu passado, nem lamento nada do que fiz!

Mas se pudesse voltar atrás, do que fiz pouco faria, talvez fizesse alguém feliz

António EJ ferreira

Anúncios