Ilusões

DSCF1097Quando me chamavas amor, não sei se chamavas?…Também eu, quando dizia com doçura que te amava, não sei porque o dizia.

Não raramente é ilusão o que nos faz sentir assim.

O amor pode ser mais do que dizemos, pensamos ou julgamos sentir.

O nosso, não passava disso mesmo, ilusão.

O jardim em que supúnhamos viver, nunca teve flores, o sol que nos aquecia não era sol.

A luz que nos envolvia, não era luz, mas sim o reflexo da ilusão em que nos deixamos enredar.

Quando me chamavas amor, não sei se chamavas…

Também eu dizia que te amava… Agora sei que não eras o meu amor

Não renego o meu passado, nem lamento nada do que fiz!

Mas se pudesse voltar atrás, do que fiz pouco faria, talvez fizesse alguém feliz

António EJ ferreira

Anúncios


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s